Avançar para o conteúdo
Início » Aulas » Elasticidade da Oferta e da Demanda

Elasticidade da Oferta e da Demanda

Tanto a oferta, assim como a Demanda por qualquer bem são influenciados pela variação de diversos factores, como o preço, os salários, os custos de produção, entre outros. Entretanto, torna-se necessário medir essa variação, isto é, dizer o quanto a oferta ou a demanda deverá cair. Por exemplo, podemos querer saber o que vai acontecer com a Demanda por batata se o seu preço aumentar em 10%. Ou podemos querer saber como as pastelarias vão reagir se os custos para produzir bolos, por exemplo, reduzirem. Para responder a esse tipo de pergunta usamos as elasticidades.

A elasticidade mede o quanto uma variável pode ser afecta por outra. Portanto, pode ser definida como a variação percentual em uma variável que resulta em aumento de 1% de outra

Elasticidade de Preço da Demanda

A elasticidade de preço da demanda pode ser definida como a percentagem de variação na quantidade demandada de um bem que resulta de 1% de aumento do seu preço. Portanto, a elasticidade de preço da demanda mede quanto a quantidade demandada pode ser afectada por modificações no preço. Matematicamente, podemos representa-la da seguinte forma.

Onde:

%∆Q – Variação percentual da quantidade

%∆P – Variação Percentual do preço

A fórmula acima pode também ser escrita da seguinte forma:

Geralmente, a Elasticidade de Preço da Demanda é um número negativo, visto que quando o preço de um produto cai, a quantidade demandada aumenta. Portanto, é muito comum que nos refiramos à magnitude da Elasticidade, que é o seu valor absoluto. Por exemplo, se , diz-se que a elasticidade é 2 em magnitude.

Variação da elasticidade

Quando a elasticidade de preço é superior a 1 e magnitude, dizemos que a demanda é elástica ao preço, porque o percentual de redução da quantidade demandada é maior que o percentual do aumento de preço. Agora, se a elasticidade de preço é inferior a 1 em magnitude, dizemos que a demanda é inelástica ao preço, porque o percentual de redução da quantidade demandada é menor que o percentual de aumento do preço.     

Para determinar a Elasticidade preço da demanda corresponde a variação na demanda, decorrente da variação do preço  multiplicada pela razão entre o preço e a quantidade . Entretanto, a medida em que nos movemos para a parte inferior da curva da demanda a relação  pode mudar e o preço e a quantidade estarão sempre mudando. Portanto, a elasticidade de preço da Demanda deve ser medida em um ponto específico da curva da demanda e, em geral, sofrerá alterações a medida em que nos movermos ao longo da curva da demanda. Para perceber bem essa variação podemos observar a curva da oferta abaixo  

A medida em que nos movemos para baixo ao longo da curva da Demanda, a magnitude da elasticidade cai. Nas proximidades da intersecção da curva com o eixo do preços, Q é muito pequeno de tal modo que a elasticidade apresenta elevada magnitude. Quando P = 6 e Q = 2, o valor da elasticidade é de -1, isto é, a sua magnitude é de 1. Na intersecção com o eixo das quantidades, a Elasticidade é igual a 0.

Assim, podemos concluir que ao longo da curva da Demanda a elasticidade não é constante, antes dependerá do preço e da quantidade ao longo da curva. A inclinação dessa curva é constante e é dada por . Próximo ao topo, o preço é alto e a quantidade é pequena, então a elasticidade é alta em magnitude. A medida em que nos movemos para baixo ao longo da curva a elasticidade diminui. Como resultado, para qualquer combinação entre preço e quantidade, quanto mais acentuada for a inclinação curva, menor será a elasticidade. Dois casos especiais podem ocorrer, que podem ser verificados nos gráficos abaixo.


A primeira figura apresenta uma curva da demanda que reflecte uma demanda infinitamente elástica: Os Consumidores vão adquirir as quantidades que puderem a determinado preço (no exemplo, o preço é 2). No caso de qualquer aumento de preço acima desse nível, a quantidade demanda cai a zero; da mesma forma, para quaisquer reduções de preço, a quantidade demandada aumenta de forma ilimitada. A segunda curva reflecte uma demanda infinitamente inelástica: Não importa o quanto o preço varie, os consumidores adquirirão as mesmas quantidades (no exemplo acima, Q* = 2)

Elasticidade de preço da Oferta

A elasticidade de preço da oferta pode ser definida como a variação percentual da quantidade ofertada em consequência do aumento de 1% na variação do preço. Essa elasticidade é sempre positiva, como um preço mais alto incentiva os produtores a aumentar a produção.

O tratamento matemático da elasticidade de preço da oferta é similar ao da elasticidade preço da demanda.


Aulas de Economia

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.